• Escritório de Advocacia

O que é Alienação Parental?



A Lei n.º 12.318/2010 prevê o que é considerado alienação parental. Em resumo, considera-se alienação parental atos que interferem na formação psicológica da criança ou do adolescente.


A Lei de Alienação Parental prevê de forma exemplificativa alguns atos que são considerados como alienação parental, dentre eles, considera-se ato prejudicial a criança ou ao adolescente:


(1) O ato de ficar denegrindo a imagem do genitor ou da genitora para o filho (a);

(2) Dificultar o acesso do pai ou da mãe ao filho (a);

(3) Omitir informações médicas e escolares;

(4) Mudar de residência sem avisar o pai ou a mãe.


Normalmente tais condutas são cometidos por aquele que tem a guarda do filho. No entanto, o alienador ao agir de tal maneira está prejudicando a própria prole.

A Lei é severa para aqueles que cometem alienação parental e uma vez que a conduta fica caracterizada, o guardião pode perder a guarda da criança/adolescente e/ou ser condenado ao pagamento de multa.

A Lei de Alienação parental enumera uma série de consequências ao sujeito que promove tais agressões psicológicas e a intenção legislativa é a de proteger a criança ou o adolescente.


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo